Responsive image

Dona Baratinha

10/6/2017

16h00

Teatro Munic. de São Carlos - São Carlos - 10/06 - SP

Rua Sete de Setembro 1735

COMPRAR TICKET
O CASAMENTO DA DONA BARATINHA 10 DE JUNHO DE 2017

"O Casamento de Dona Baratinha’’ é o primeiro conto infantil traduzido do português de Portugal para o Brasil.

........................................................QUEM PAGA MEIA ENTRADA: .................................................. Estudantes do ensino fundamental, médio e superior - público e particular ; idosos - com idade igual ou superior a 60 anos - (Lei Federal 10.741/2003 - Estatuto do Idoso); professores da rede de ensino público e particular do têm direito à meia-entrada, pagando assim a metade do valor estipulado ao público geral para o ingresso a espetáculos culturais, eventos esportivos, cinemas, exposições, entre outros. Na hora da aquisição do ingresso, devem, no entanto, apresentar os documentos comprovando a sua condição junto à bilheteria.
Obs: crianças com 1 ano e 11 meses não pagam ingresso e ficam no colo dos pais durante a apresentação. Crianças de 2 a 12 anos pagam meia entrada.
"O Casamento de Dona Baratinha’’ é o primeiro conto infantil traduzido do português de Portugal para o Brasil. Sua origem é incerta. O registro mais antigo é de 1872, intitulado "Histórias da Carochinha", manuscrito que se encontra na Torre do Tombo, em Lisboa. Era uma crítica às mulheres solteironas que procuravam conquistar seus pretendentes com suas fortunas. Falando principalmente de amor e relacionamento, a adaptação teatral da fábula tem uma visão moderna, mas não perde o teor original. Aborda também outros temas, como a solidão, a partilha, o respeito pela personalidade de cada um, respeito ao próximo, contestando também o verdadeiro valor do dinheiro e do amor. Na peça, Dona Baratinha herda de sua tia Baratonilda, todos os bens que possui: fazenda, apartamento, vestidos e dinheiro na poupança. Maquiada, com vestido novo e fita no cabelo vai ao programa de televisão “DOMINGÃO DO GALÃO” apresentado por Galão Silva, em busca de um marido. Bichos de vários cantos do Brasil se candidatam; o burro vem do nordeste, o cachorro do Rio Grande do Sul, o bode de Minas Gerais, o gato do Rio de janeiro, o macaco de São Paulo, e ela escolhe o ratinho, que é gentil, de fino trato e silencioso. Mas o noivo foge com a cozinheira que preparou a feijoada que seria servida na festa. Depois que “caiu no choro”, a protagonista conclui que teve sorte, porque o rato gostava mais de feijoada do que dela. Toda essa situação fantasiosa estimula a imaginação das crianças, pois animais personificados assumem os papéis sociais dos homens. Por detrás dessa ingênua fábula infantil existem nuances importantes da natureza e do comportamento humano. O musical valoriza nosso folclore e nossa cultura tradicional, com canções regionais e com a descrição de uma receita tipicamente brasileira: a feijoada. Texto e Direção: Antonio Veiga Elenco: Vivi Reis, Brunno Brunelli, Nenê Alcântara e Antonio Veiga. Adereços: Zilda Alckimin Figurinos: O grupo Musicas: Junior Simões Luz e Som: Ricardo Beatto Arte: Julia Veiga Fotografia: Gesmar Nunes
Setor/Lote Valor (R$) Taxa ADM
Meia / Antecipada - Lote Meia 20,00

VIDEO RELACIONADO AO EVENTO

COMENTÁRIOS